Notícias

Lançamento de Cartilha quer incentivar a redução de perdas hídricas nas cidades

Publicação do "Movimento Menos Perda, Mais Água" apresenta iniciativas bem sucedidas realizadas por municípios brasileiros

Para incentivar ações concretas em prol da redução de perdas hídricas no sistema de distribuição, o "Movimento Menos Perda, Mais Água" - iniciativa da Rede Brasil do Pacto Global da ONU, liderada pela Braskem e Sanasa - lançará nesta terça-feira (4), uma cartilha que apresenta cases de cidades brasileiras que conseguiram diminuir drasticamente o desperdício. 
 
O material será apresentado durante o seminário "Diálogos sobre o Planeta: Parcerias para o Desenvolvimento Sustentável", realizado por Furnas e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em Botafogo (RJ). O evento tem como propósito estimular as discussões sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).
 
Alinhada com o ODS 6, que propõe "assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos", a cartilha apresentará medidas tomadas pelas cidades de Campinas (SP), Limeira (SP), Maringá (PR) e Campo Grande (MS), para reduzir as perdas na distribuição, melhorando desta forma o acesso à água tratada de seus habitantes e favorecendo todos os usuários das suas respectivas bacias hidrográficas.
 
De uma forma geral, estas cidades implementaram melhorias em seus sistemas de medição (macromedição / micromedição) e monitoramento da rede de distribuição, redução da pressão e controle de vazamentos e substituição do material da rede. Como exemplo, no município de Maringá metade das perdas eram decorrentes de hidrômetros deficientes e outros 50% de vazamentos e fraudes na rede de distribuição de água. Para mudar essa realidade, substituíram os contadores de água por versões mais modernas, trocaram as antigas tubulações e instituíram um sistema de monitoramento e de caça a vazamentos.  As alterações fizeram com que a cidade reduzisse em 64% as perdas diárias de água.  
 
"Otimizar a gestão de água e melhorar o sistema de distribuição urbana no país é de suma importância. No Brasil perdemos anualmente cerca de 37% de toda a água tratada, o que resulta em um prejuízo de R$ 8 bilhões aos cofres públicos e acirramento da disputa pelo acesso a água no âmbito da bacia hidrográfica", afirma Mario Pino, gerente de Desenvolvimento Sustentável da Braskem. 
 
Apoio público e privado
 
Seguindo o propósito da ODS 17, que objetiva "fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável", o Movimento conta com o apoio de mais de 50 empresas e agora busca o comprometimento dos agentes públicos com a "Carta aos Prefeitos", para contemplar a redução de perdas de água em suas gestões.
 
Antes das eleições, 12 candidatos de dez cidades assinaram o documento. São elas: São Paulo (SP), Campinas (SP), Piracicaba (SP), Piracaia (SP), Caraguatatuba (SP), Atibaia (SP), Maceió (AL) e Porto Alegre (RS) endossaram o documento.
 

SERVIÇO

Seminário "Diálogos sobre o Planeta: Parcerias para o Desenvolvimento Sustentável"
Local: Auditório de Furnas - Rua Real Grandeza, 219, Botafogo - Rio de Janeiro
Data: 04 de outubro de 2016
Horário: 9h às 18h30
 
Palestra Saneamento Ambiental e Perdas Em Sistemas De Abastecimento De Água 
Palestrante: Adriana Lellis (SANASA)
Horário: 16h45 às 17h

Rede Brasil do Pacto Global da ONU
Lançado em 2000, o Pacto Global da ONU é a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa voluntária do mundo. Reúne mais de 13 mil signatários - entre empresas (pequenas, médias e grandes) e organizações - em mais de 160 países com o objetivo de alinhar os negócios a dez princípios nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. Criada em 2003 e hoje a quarta maior rede do mundo, com quase 800 signatários, a Rede Brasil do Pacto Global é vinculada ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). A iniciativa promove ações colaborativas lideradas pelo setor privado, por meio da construção de parcerias com diversos setores, como a sociedade civil, governos e agências da ONU. Para os signatários, há o acesso a diversas informações, oportunidades de capacitação e networking, além da possibilidade de participação nos Grupos Temáticos - Água, Agricultura e Alimentos, Anticorrupção, Direitos Humanos e Trabalho e Energia e Clima. Até 2030, o Pacto Global tem o desafio de promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Saiba mais: www.pactoglobal.org.br.

Sobre a Braskem
Controlada pela Organização Odebrecht, a Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, com volume anual de 16 milhões de toneladas de resinas e outros produtos petroquímicos básicos. Com faturamento de R$ 53 bilhões, é a maior produtora mundial de biopolímeros - polietileno derivado do etanol de cana-de-açúcar (Plástico Verde), com capacidade de 200 mil toneladas anuais. Com o propósito de melhorar a vida das pessoas, criando as soluções sustentáveis da química e do plástico, a Braskem atua em mais de 70 países, conta com cerca de 8 mil integrantes e opera 40 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA, Alemanha e México.

Braskem nas redes sociais
www.facebook.com/BraskemSA
www.linkedin.com/company/braskem
www.twitter.com/BraskemSA

Para esclarecimentos adicionais, favor contatar:
CDN Comunicação 
Ana Beatriz Paschoal (55 11) 3643-2737 - anabeatriz.paschoal@cdn.com.br
Rafael Abrantes - (55 11) 3643-2772 - rafael.abrantes@cdn.com.br
Priscila Ventura - (55 11) 3643-2744 - priscila.ventura@cdn.com.br  

Braskem nas redes sociais

Facebook | Linkedin | Twitter